PEÇAS QUE FAZEM PARTE DO SISTEMA DE AR CONDICIONADO AUTOMOTIVO

O compressor, que comprime e circula o gás refrigerante no sistema.

O gás refrigerante (em carros modernos, normalmente é uma substância chamada R-134a; carros antigos usam gás fréon R-12, que é cada vez mais caro e raro, e precisa de uma licença específica) que carrega o calor.

O condensador, que muda a fase do gás refrigerante de gás para líquido e expele o calor removido do carro

A válvula de expansão (ou tubo de orifício em alguns veículos), que é um tipo de bocal e serve para diminuir a pressão do refrigerante líquido e controlar seu fluxo.

O evaporador, que transfere o calor do ar que passa por ele para o refrigerante, resfriando o carro.

O filtro secador, que funciona como um filtro para o refrigerante/óleo, removendo umidade e outros contaminantes.

 

PROCESSO DE REFRIGERAÇÃO AUTOMOTIVA SAIBA MAIS

 O compressor põe o gás refrigerante sob pressão e envia-o para as serpentinas condensadoras. No carro, essas serpentinas ficam, geralmente, logo a  frente do radiador. Comprimir o gás as deixa muito quentes. No condensador, esse calor a mais , somado ao calor que o refrigerante recebeu no evaporador, é expelido para o ar que passa por ele vindo de fora do carro. Quando o gás  é resfriado até sua temperatura de saturação, ele irá passar de gás para líquido (isso libera uma quantidade de calor conhecida como "calor latente da vaporização"). O líquido, então, passa pela válvula de expansão para o evaporador e as bobinas de dentro do seu carro, onde ele perde a pressão que foi aplicada pelo compressor. Isso faz com que parte do líquido mude para um gás de baixa pressão, que resfria o líquido restante. Essa mistura bifásica entra no evaporador, e a porção líquida do refrigerante absorve o calor do ar que passa pela serpentina e evapora. O ventilador do carro circula o ar através do evaporador frio para o interior do veículo. O refrigerante volta e faz o ciclo novamente.

 

 

SERÁ QUE O COMPRESSOR DO AR CONDICIONADO LIGOU

Dê partida no carro, ligue o botão do ar condicionado  e olhe em baixo do capô. O compressor do AC é geralmente uma espécie de bomba que fica em um dos lados com uma correia grande e mangueiras de ferro entrando nele. Ele não tem uma tampa de reservatório, mas normalmente tem uma ou duas formas que parecem válvulas de pneu de bicicleta. A polia na frente do compressor funciona como uma polia externa com uma parte interna que gira quando um pulso elétrico aciona está conectado. Se o AC e o ventilador estiverem ligados, mas o centro da polia não estiver girando, então a embreagem elétrica do compressor não está ligando. Isso pode acontecer por um fusível queimado, um problema na fiação, um interruptor quebrado no seu painel, ou o sistema pode estar com pouco gás refrigerante (a maioria dos sistemas tem uma trava de segurança de baixa pressão).

 

DICAS IMPORTANTES

Ao  suspeitar de problemas de fiação, a maioria dos compressores tem um plug ligado ào sistema da embreagem elétrica. Encontre o conector no meio desse fio e o desligue. Pegue um pedaço de fio e conecte-o do fio do compressor ao lado positivo (+) da sua bateria. Se você ouvir um start  alto, a embreagem do compressor está funcionando, e você deve olhar os fios e fusíveis do carro. Se não acontecer nada, a embreagem elétrica do compressor está com defeito, e ele precisará ser trocado. O ideal seria fazer este teste com o carro ligado para ver se o meio da polia gira.fique atento  para manter os dedos e roupas longe das polias e correias que estão se mexendo. Isso mostraria uma embreagem funcionando, mas que está deslizando tanto que não gera pressão.

Às vezes, o problema nem sempre é o gás . Pode ser um problema com emissão de calor do motor próximo, que é muito quente e diminui a eficiência e performance do AC. Você pode tentar enrolar / isolar o duto frio do AC próximo do motor para evitar que a radiação de calor afete o cano e melhorar a performance geral do ar condicionado.

 

 

PORQUE O AR CONDICIONADO DO MEU CARRO NÃO FUNCIONA

O sistema de ar condicionado do carro

é um sistema complexo e cheio de peças adjacentes  se não funcionar corretamente, pode ser devido a muitos motivos. Em alguns casos, você mesmo poderá localizar o problema e repará-lo, se tiver as ferramentas e habilidade adequadas. No entanto, outras falhas são difíceis de resolver e precisam da ajuda de um profissional.

Se seu ar condicionado não esfria pode ser que o filtro do ar esteja sujo ou entupido. Neste caso, você mesmo pode fazer a operação de limpeza ou troca deste elemento. revise o manual do seu carro para localizá-lo.

 

Outra causa para o ar condicionado não esfriar é a existência de uma perda  de gás refrigerante. Isto pode acontecer simplesmente porque alguma das conexões dos encanamentos estão pouco apertadas. Você mesmo pode localizar a fuga pondo água com sabão nos encanamentos.

 

Coloque para funcionar o ar condicionado. Onde houver uma fuga aparecerão pequenas bolhas de sabão. Se é por uma conexão mal apertada, basta apenas apertar. A seguir, carregue o gás do ar condicionado para repor o que perdeu se tiver o material necessário.

 

 

 

O CONFORTO DO AR CONDICIONADO EM SEU VEICULO

Além da carga de gás, da troca do filtro e higienização que são os serviços mais conhecidos, a troca da correia e do óleo do compressor são essenciais para o funcionamento perfeito do sistema. Faça a manutenção preventiva e evite surpresas desagradáveis

 

 

 

 

COMO FUNCIONA O SISTEMA DE AR

O sistema para condicionamento automotivo do ar – que pode esquentá-lo ou resfriá-lo- encontra-se instalado logo abaixo do painel do seu veiculo

Ele  pode ventilar o ar ambiente, sem mudar sua temperatura.

É um circuito fechado básico de refrigeração que possuí: evaporador/ventoinha, compressor  condensador, secador, válvula de expansão e medidores de pressão e temperatura.

No circuito do ar condicionado circulam fluído refrigerante e óleo

Os equipamentos são unidos por tubulações que transportam os fluídos e, para que não sejam contaminados por impurezas, é importante fazer a limpeza desses dutos de ligação durante a manutenção do ar condicionado.

Para que um corpo perca calor, outro tem que ganhar calor o sistema funciona da seguinte maneira: caso objetivo seja diminuir a temperatura, o fluído refrigerante irá absorver calor do ar, que se resfriará e será soprado para dentro do veículo;  se o propósito é aumentar a temperatura dentro do carro, o fluído irá perder calor para o ar, que agora mais quente, pois absorveu energia, será soprado para dentro da cabine esquentando os passageiros.

Então vamos lá, girei o botão do carro e solicitei o funcionamento do ar. O ciclo, então, se inicia e cada equipamento funcionará das seguintes maneiras:

Evaporador/ventilador: ao passar pelo evaporador o fluido refrigerante, que está em forma de vapor a baixa pressão e temperatura, absorve calor do ar externo ao carro, ou reciclado de dentro dele, virando líquido a baixa pressão e retornando um ar resfriado para dentro do veículo . O ventilador ajuda a empurrar esse ar resfriado para dentro da cabine.

Compressor (acionado por embreagem): o fluído chega do evaporador a baixa pressão, a função do compressor é aumentar essa pressão na linha, geralmente é acionado por uma embreagem ligada ao motor. É um mito dizer que não se pode ligar o ar condicionado quando o motor está em altas rotações, porque o compressor sofrerá tranco nesta situação podendo estragar! Na verdade, o compressor não sofre esse tranco justamente porque existe uma embreagem que acopla e desacopla em qualquer rotação, sendo ela magnética!

Condensador ou Radiador, e ventoinha: recebe a linha de vapor a alta pressão e transforma em líquido, mantendo a pressão elevada. A ventoinha ajuda a puxar o ar externo que passa na superfície do radiador.

Filtro secador: Retira a umidade e impurezas

Válvula de expansão/ tubo capilar: após sair do secador o líquido em alta pressão chega à válvula de expansão onde se transforma em vapor a baixa pressão e baixa temperatura. Voltando para o Evaporador e repetindo o ciclo.